id="news"-->
Bomba: Anônimo da Saúde denuncia salários atrasados e precariedades da área, em Piancó (PB)
em 27-01-2018 07:33:35 (234 leituras)

O Portal DiamanteOnline recebeu na manhã desta sexta-feira (26), uma denúncia anônima enviada por uma pessoa que preferiu não ser identificada, que narra situações de descaso na área da saúde do município de Piancó (PB).  

Leia na íntegra o texto abaixo:

Como porta voz dos médicos de Piancó, gostaria de esclarecer e tornar público a situação em que a saúde do município se encontra. Embora a atual gestão tente “maquiar” e transparecer uma organização interna que não existe, na verdade a realidade é outra até mesmo para os profissionais que enfrentam diariamente péssimas condições de trabalho.



Na UPA, que é Unidade de Pronto Atendimento 24 h, alimentação é inadequada para os plantonistas, até mesmo água para beber, que por muitas vezes os próprios se sentem obrigados a comprá-la, bem como comida. Além de banheiros quebrados e instalações e repousos em péssimas condições.                                                                                                                                                           

No SAMU a situação também é semelhante: ambulâncias quebradas, sem manutenções regulares, frota reduzida, entre outros problemas. Tudo isso ocorrendo apesar dos repasses do governo federal e estadual (que não é pouco) serem feitos mensalmente, conforme consta no portal da transparência.                                                                                                                                                           

Como se não bastassem os problemas anteriormente citados, os profissionais médicos têm que enfrentar ainda os atrasos salariais e cortes injustificados dos seus salários, dados em forma de plantão que vem ocorrendo desde o início da atual gestão, que não apresenta data e nem previsão de pagamento.                                                                                                                                                           

Para piorar a situação, os médicos que trabalham em sistema de plantão foram “obrigados” a abrir uma Empresa e participar de uma licitação inoportuna sob ameaça de não receberem os seus proventos atrasados, caso isso não fosse feito. E, mesmo apesar de todo o processo licitatório de Tomada de Preço, onde a própria administração estabeleceu o valor da proposta, e de ser feito tudo que foi exigido, os salários continuam em atraso.                                                                                                                                                           

Apesar de ter sido exigido a abertura de empresa na promessa de pagamento dos salários atrasados, os profissionais estão tendo que arcar mensalmente com impostos a serem pagos ao governo sem ter recebido em suas contas um centavo sequer do município.                                                                                                                                                           

Mesmo com total descaso com a saúde e profissionais da saúde do município, salários atrasados dos médicos e também dos funcionários de algumas categorias que inclusive estão sem receber há 6 meses, e da crise instalada no município, a gestão encontra recursos financeiros para realizar festas em comemoração do carnaval na cidade.                                                                                                                                                           

Deixamos o espaço aberto para o município, caso queira se pronunciar a respeito do assunto.

Fonte Diamante Online

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo