id="news"-->
Ministério Público abre inquérito para apurar uso irregular de carro da prefeitura pela primeira dama de Patos
em 21-01-2018 09:13:33 (220 leituras)

O Ministério Público Estadual (MPE), pelo promotor Dr. Alberto Cartaxo, abriu inquérito para apurar o uso irregular de veículo locado pela Prefeitura Municipal de Patos e que foi utilizado para fins particulares pela primeira dama do município, Mirna Noia. O fato ganhou notoriedade após um acidente envolvendo a primeira dama com o veículo que estava a serviço da Prefeitura Municipal de Patos. O acidente aconteceu em uma estrada vicinal no Município de Cacimbas (PB). Mirna Noia perdeu o controle da pick-up S 10, Chevrolet, e tombou o carro. Apesar do susto, a primeira dama saiu ilesa e sem afetar a sua gestação de pouco meses.



Como o veículo está locado a Prefeitura Municipal de Patos e deveria apenas ser utilizado em assuntos do próprio município, o fato do carro estar sendo utilizado pela primeira para fins próprios, o fato logo ganhou destaque. O prefeito Dinaldinho Wanderley (PSDB) chegou a dar explicações sobre o caso, porém disse que era politicagem e que a sua esposa estava trabalhando no gabinete da prefeitura sem remuneração.

“O Ministério Público tomou conhecimento desta situação, inclusive tenho conhecimento, e tem no procedimento uma entrevista feita com o prefeito, que o mesmo reconhece que o veículo utilizado pela sua esposa, ele se tratava de um veículo da prefeitura de Patos. Até onde se tem informação, a utilização deste veículo, ela não teve nenhuma correlação com a prefeitura de Patos. Estava sendo para transporte particular da primeira dama a um cargo que ela ocupa na cidade de Cacimbas...tais fatos denotam a possibilidade de ter sido praticado ato improbidade administrativa...a conduta do prefeito em permitir que a primeira dama utilizasse um veículo público para fins particulares...”, relatou Dr. Alberto Cartaxo em entrevista ao jornalista Higo de Figueiredo.






Fonte Jozivan Antero – Patosonline

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo