id="news"-->
SP: Entidades sindicais se organizam para elaborar agenda permanente de ações contra retrocessos
em 16-01-2017 10:12:33 (298 leituras)

O Fórum Sindical dos Trabalhadores – FST, reuniu, na última terça-feira (10), na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, um conjunto de 23 conferedarações parceiras e em cujas bases atuam cerca de nove mil sindicatos, para a elaboração das diretrizes encaminhadas para a reunião posteriormente realizada, na quarta-feira (11), com representantes das principais centrais sindicais do país. No encontro das confederações, ficou definida uma nova reunião para o dia 17 de janeiro, em Brasília/DF, onde serão debatidas as condições econômicas do FST; o encaminhamento das ações aprovadas na reunião do dia 10 de janeiro; bem como a apresentação do quadro político, econômico e social do país e as perspectivas de reação do movimento sindical. (Clique AQUI e tenha acesso à íntegra do ofício elaborado na reunião das confederações). 



Reunião das Confederações coordenada pelo FST


Com objetivo de encaminhar uma agenda permanente de ações para o enfrentamento do conjunto de projetos que tramitam no Congresso Nacional que perseguem a aniquilação de direitos e garantias da classe trabalhadora, o secretário-geral da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil - CSPB, Lineu Mazano, e o presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores - NCST e da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria - CNTI, José Calixto Ramos, participaram dos dois encontros. A reunião das centrais ocorreu na sede do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – Dieese, também na capital paulista.


Reunião das Centrais Sindicais


Entre os principais assuntos da pauta, entraram as reformas previdenciária e trabalhista e a terceirização - temas envolvem perdas irreparáveis aos trabalhadores e trabalhadoras e podem ser aprovados no início dos trabalhos parlamentares em fevereiro e março. 

Para a construção do calendário de atividades, ficou definida a realização de um Seminário Sindical, nos dias 07 e 08 de fevereiro, que vai aprofundar o debate acerca da Reforma Trabalhista, com foco na previdência. A proposta é que o Seminário seja a base para o lançamento da Jornada Nacional de Debates (JND). Os debates da Jornada serão realizados nas principais capitais brasileiras, a começar por São Paulo, no dia 21 de fevereiro.

Outra resolução da reunião foi a construção de um documento unitário, assinado por todas as centrais, a ser entregue ao poder executivo que pede a retirada do regime de urgência para a tramitação da Reforma Trabalhista.

“Nossa meta é apresentar, até o dia 25 do mês corrente, uma extensa agenda de ações de âmbito nacional e estadual. O contexto político exige esforços redobrados sob pena da classe trabalhadora sofrer prejuízos irreparáveis caso não se organize e se mobilize de maneira estratégica, planejada e com unidade de ação. Os desafios de 2017 estão postos e é preciso arregaçar as mangas o quanto antes para não sermos surpreendidos”, alertou Lineu Mazano.
 
 





Secom/CSPB com informações do portal CTB

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo